Português

Guide to digital multimeter safety

15 de Outubro de 2020 | Segurança

É verdade que um multímetro digital bem construído terá um melhor desempenho em condições exigentes do que um modelo de segundo nível. Além de estar à altura do seu ambiente de trabalho, a ferramenta de nível superior também o ajudará a manter-se seguro. Depois de obter o seu multímetro, é importante manter-se seguro em todos os ambientes em que trabalha. Certifique-se sempre de que pode utilizar o seu multímetro em segurança.

Sistema de manutenção geral Fluke 3000 FC

O que são parâmetros elétricos?

Qualquer recurso que utilize ou mova eletricidade tem um conjunto de parâmetros elétricos. Estes são classificações e códigos, como as classificações CAT e os códigos de proteção de entrada (códigos IP), que estão em conformidade com as normas determinadas por equipas de profissionais designadas. Compreender os parâmetros elétricos de um recurso irá ajudá-lo a compreender como testar o desempenho desse recurso e como manter o recurso e a si próprio (e aos que o rodeiam) em segurança. Alguns exemplos de parâmetros elétricos incluem impedância, corrente de arranque, fator de potência e quebra de tensão.

O que são as classificações CAT do multímetro?

Os multímetros digitais estão classificados para diferentes parâmetros elétricos, pelo que terá de verificar as classificações CAT, os códigos IP e os símbolos de verificação independente adequados para se certificar de que o medidor selecionado foi testado por um laboratório independente e que é seguro para as suas medições.

Ao determinar a classificação correta da Categoria de instalação de sobretensão (CAT II, CAT III ou CAT IV), deve escolher sempre uma ferramenta classificada para a categoria mais alta em que a possa utilizar e selecionar uma classificação de tensão que corresponda ou exceda essas situações. Os medidores com classificação CAT foram concebidos para minimizar ou reduzir a possibilidade de ocorrência de um arco elétrico no interior do medidor. Normalmente, as classificações estão localizadas junto dos conectores de entrada.

Resumidamente, se se estiver a preparar para medir um painel de alimentação de distribuição elétrica de 480 V, será necessário utilizar um medidor que tenha, pelo menos, a classificação CAT III-600 V. Isto significa que também poderia utilizar um medidor CAT III-1000 V ou CAT IV-600 V nesta situação.

Categoria de mediçãoDescriçãoExemplos
CAT IV

Trifásica na ligação ao serviço público, quaisquer condutores exteriores

Limitados apenas pelo transformador do serviço público que alimenta o circuito

Corrente de curto-circuito ››50 kA

  • A "origem da instalação", onde é feita a ligação de baixa tensão (cabos de entrada de serviço) à alimentação elétrica.
  • Medidores de eletricidade, equipamento principal de proteção de sobrecarga.
  • Exterior e entrada de serviço, quebra de tensão entre o polo e o edifício, funcionamento entre o medidor e o painel
  • Linha aérea para edifício isolado, linha subterrânea para bomba de poço.
CAT III

Distribuição trifásica, incluindo iluminação comercial monofásica

Corrente de curto-circuito ‹50 kA

  • Equipamento em instalações fixas, como mecanismos de comutação e motores multifásicos.
  • Bus e alimentadores em instalações industriais.
  • Alimentadores e circuitos de ramais curtos, dispositivos alimentados diretamente dos painéis de distribuição.
  • Sistemas de iluminação em edifícios grandes.
  • Tomadas de acessórios com ligações curtas à entrada de serviço
CAT II

Cargas ligadas a recetáculos monofásicos.

Corrente de curto-circuito ‹10 kA.

  • Eletrodomésticos, ferramentas portáteis e outros aparelhos domésticos e cargas semelhantes.
  • Tomadas e circuitos de ramais longos.
    • Tomadas a distâncias superiores a 10 metros (30 pés) da fonte CAT III.
    • Tomadas a distâncias superiores a 20 metros (60 pés) da fonte CAT IV.

Os códigos IP de dois dígitos indicam o nível de resistência à poeira e à água que o medidor pode suportar. Detalha o tamanho das partículas de poeira que não entrarão no multímetro e a que profundidade de água pode submergir o multímetro sem que pare de funcionar.

Níveis de proteção contra a entrada de sólidos

NívelTamanho do objetoEficaz contra
0Tamanho do objetoSem proteção
1>50 mmQualquer superfície grande do corpo
2>12,5 mmDedos ou objetos semelhantes
3>2,5 mmFerramentas, fios grossos
4>1 mmObjetos granulares. A maioria dos fios, parafusos, etc.
5Proteção contra a poeiraNão é totalmente evitado, mas não deve interferir com um funcionamento satisfatório
6Estanque à poeiraSem entrada de poeira. À prova de poeira

O segundo dígito de uma classificação IP especifica o nível de proteção contra a água.

Níveis de proteção contra a entrada de água

NívelProtegido contraDetalhe
0Não protegido 
1Pingas de águaÁgua em queda vertical. Sem efeito nocivo
2Pingas de água, inclinação a 15°Água em queda vertical. Sem efeito nocivo quando a unidade está inclinada até 15° a partir da posição normal
3Pulverização de águaPulverização de água até 60°. Sem efeito nocivo
4Salpicos de águaSalpicos de água de qualquer direção. Sem efeito nocivo
5Jatos de águaÁgua projetada por um bocal a partir de qualquer direção. Sem efeito nocivo
6Jatos de água potentesÁgua projetada em jatos potentes por um bocal a partir de qualquer direção. Sem efeito nocivo
7Imersão até 1 mImersão em água até 1 m durante 30 minutos À prova de água até 1 m durante 30 minutos
8Imersão superior a 1 mImersão contínua

Na Fluke, testamos a segurança dos nossos produtos, levando-os ao limite. Apenas quando a equipa de testes já não consegue que uma unidade falhe, é que pode ser lançada para produção. O objetivo é garantir que um multímetro digital da Fluke consegue suportar repetidamente as condições reais mais exigentes e garantir que o utilizador permanece em segurança e volta a casa todos os dias. Também nos certificamos de que os nossos produtos são testados por laboratórios independentes, para garantir a veracidade das nossas declarações.

Símbolos de verificação independente

Quais são as precauções de segurança com multímetros?

Antes de efetuar uma medição com o multímetro, deve inspecioná-lo visualmente primeiro. Verifique se o medidor, as sondas de teste e os acessórios apresentam sinais de danos físicos. Certifique-se de que todas as fichas estão bem encaixadas e mantenha-se atento a metal exposto ou a fissuras na caixa. Nunca deve utilizar um medidor danificado ou sondas de teste danificadas.

Após realizar a inspeção visual, certifique-se de que o multímetro está a funcionar corretamente. Não se limite a assumir que está. Utilize uma fonte de tensão conhecida ou uma unidade de verificação, como o Fluke PRV240, para verificar se o medidor está a funcionar corretamente. Este é um requisito NFPA70E (EUA) e GS38 (Europa).

Trabalhar com eletricidade acarreta sempre riscos. Saiba quais são esses perigos e tome as precauções adequadas antes de começar a efetuar quaisquer medições. Tenha atenção à possibilidade de picos, como a sobretensão transitória e arcos elétricos ou descargas.

Efeito da corrente elétrica
  1. Assuma sempre que todos os componentes elétricos de um circuito têm corrente até que tenha tomado as medidas para o descarregar positivamente. O choque ocorre quando o corpo humano se torna parte de um circuito elétrico. Conheça o posicionamento adequado do corpo ao trabalhar em ambientes elétricos.
  2. Certifique-se de que utiliza o equipamento de proteção pessoal (EPP) adequado em cada situação. Isto a nível do corpo (ou seja, luvas, óculos) e junto ao corpo (ou seja, tapetes de borracha isolantes). Este equipamento é necessário ao trabalhar em circuitos elétricos expostos e com corrente com mais de 50 V ou próximo dos mesmos.
  3. Nunca trabalhe sozinho em equipamento exposto e com corrente ou próximo do mesmo. Mantenha a sua segurança e a do seu parceiro e certifique-se de que estão cientes do ambiente de trabalho. Se possível, não efetue medições em ambientes húmidos e certifique-se de que não existem perigos atmosféricos à sua volta (ou seja, poeiras ou vapores inflamáveis).
  4. Por fim, esteja atento ao display do seu multímetro digital quanto a avisos visuais. Pode alertar os utilizadores sobre irregularidades, como tensões perigosas (30 V ou superiores), nas sondas de teste.

Recursos relacionados

Encontre o multímetro certo