Agilize a detecção de vazamento de ar

05-16-2019 |

Até mesmo os menores vazamentos de ar podem acarretar desperdícios de produto e de energia, e perda de tempo de produção, especialmente em uma linha de produção que precisa de ar comprimido para executar suas ferramentas e processos.

Se não houver pressão de ar comprimido suficiente para fazer o equipamento funcionar em níveis ideais, os resultados serão dispendiosos. Quanto mais vazamentos houver no sistema, mais difícil será o funcionamento do compressor para fornecer o ar necessário ao equipamento, o que não é ideal para o compressor. Esse aumento na demanda aumenta o risco de uma quantidade inadequada de ar comprimido para as ferramentas e equipamentos de processo.

Os vazamentos de ar comprimido também aumentam os custos de energia. De acordo com o Departamento de Energia dos EUA, um único vazamento de 3 mm em uma tubulação de ar comprimido custa mais de US$ 2.500 por ano.

Gerador de Imagens Industrial Ultrassônico Fluke ii900 usado em uma fábrica de equipamentos pesados

Um parceiro em detecção de vazamento de ar

Como você se mantém informado sobre o controle de vazamentos de ar com tantas outras prioridades em mente? Essa é a pergunta que um fabricante líder de equipamentos pesados respondeu recentemente, pois descobriu um novo parceiro em detecção de vazamento de ar.

Este fabricante usa entre 50.970.325 e 73.623.802 ml/min de ar comprimido todos os dias. Esse volume de ar comprimido opera até 200 ferramentas de torque por linha, bem como equipamentos de processo responsáveis pela movimentação de grandes chapas de aço, de meia polegada, e peças de posicionamento. Se uma única linha apresentar vazamento, poderá afetar a produção e aumentar o desperdício de energia. E isso é apenas um vazamento...

Quando a Fluke ofereceu a esta empresa a chance de testar seu novo Gerador de Imagens Industrial Ultrassônico Fluke ii900, ela imediatamente aceitou. A série de pequenos microfones supersensíveis do ii900s detecta sons tanto na faixa de audição humana quanto na faixa ultrassônica e, ainda mais exclusivo, permite que o usuário "veja" o som de verdade.

"A possibilidade de enxergar onde está o problema é uma dimensão a mais", conta o gerente de manutenção da empresa. "Você pode identificar qual rosca, encaixe ou mangueira foram afetados. É incrível que uma imagem consiga apontar de onde vem o vazamento”.

O ii900 consegue fazer uma varredura visual em áreas grandes, a uma distância de até 50 metros, agilizando a detecção de vazamentos na fábrica e reduzindo significativamente a quantidade de horas gastas anteriormente nessa tarefa.

"Alguns dias, conseguimos encontrar e reparar 30 ou 40 vazamentos em apenas algumas horas", afirmou o gerente. “Além disso, podemos usar o ii900 durante o expediente, quando o ambiente está extremamente barulhento, e ainda conseguir capturar vazamentos no nível do oscilador, a uma distância de até 6 ou 9 metros".

Fazer a verificação de vazamentos sem afetar a produção é uma grande vantagem para o fabricante. "Nunca pensamos em fazer testes para detectar vazamentos de ar durante a produção, pois não podíamos fechar os corredores e tirar pessoas da área para verificar um possível vazamento", conta o gerente. "Agora, podemos ficar ao lado da linha lateral e examinar as linhas de ar suspensas enquanto carrinhos e pessoas passam por baixo. Não atrapalhamos o trabalho deles, o que é melhor para todos".

Recursos relacionados