Português

Como melhorar o desempenho das ferramentas pneumáticas

22 de Outubro de 2021 | Deteção de fugas

As linhas de ar comprimido estão no epicentro do sucesso ou do fracasso de muitas fábricas. Quando as linhas de ar comprimido estão intactas ao máximo, as ferramentas pneumáticas que utilizam também funcionam conforme o esperado. Mas quando as linhas de ar comprimido estão comprometidas, os resultados podem ser prejudiciais. A queda de pressão, por exemplo, é um fenómeno visto principalmente a nível do sistema de compressor, em que, se o volume de ar de pés cúbicos por minuto padrão (SCFM) não for fornecido pelo compressor, as libras por polegada quadrada (PSI) necessárias nas mangueiras de fornecimento de ar para o funcionamento não podem ser mantidas.

Melhorar o desempenho das ferramentas pneumáticas na indústria automóvelUtilizando a câmara acústica industrial Fluke ii900, um técnico analisa as linhas de ar comprimido numa fábrica, onde encontra fugas que afetam o desempenho das suas ferramentas pneumáticas.

Numa fábrica de grandes dimensões, um sistema de compressor pode alongar-se por centenas de metros e entrar e sair através de vários outros sistemas operacionais. Os problemas num sistema de ar comprimido podem ocorrer em qualquer lugar ao longo dessas linhas, incluindo o compressor, secador de ar, linha principal ou linhas de ferramentas pneumáticas. As fugas são a principal causa de desempenho reduzido em ferramentas pneumáticas, tais como chaves pneumáticas, berbequins pneumáticos e lixadoras pneumáticas. As fugas reduzem o fluxo de ar numa linha, fornecendo uma quantidade inadequada de pressão de ar para que o equipamento funcione adequadamente. Assim, a solução é fácil: detetar e reparar as fugas. Mas como?

Detetar fugas numa linha de ar comprimido é fácil, se as conseguir ouvir. A maioria das pessoas não consegue ouvir fugas de ar comprimido num ambiente completamente silencioso, quanto mais numa fábrica ruidosa. E mesmo que pense que ouviu uma fuga, deve verificá-la, o que significa que precisa de ter acesso a ela. Mais uma vez, isto nem sempre é fácil num ambiente de fábrica movimentado, onde o equipamento está em movimento e as linhas de ar comprimido estão potencialmente suspensas a mais de 15 metros (50 pés) de altura.

O método arcaico de água com sabão para detetar e verificar fugas nas linhas de ar comprimido é ineficiente e inadequado para o tamanho e extensão das linhas de ar comprimido numa fábrica. Um método mais rápido, mais seguro e mais exato para detetar fugas no sistema de ferramentas pneumáticas envolve a análise, utilizando uma ferramenta que vê o som.

Como utilizar a imagiologia acústica para detetar fugas de ar

A câmara acústica industrial Fluke ii900 está equipada com um conjunto de microfones ultrassensíveis que permitem que as equipas de manutenção localizem, de forma rápida e exata, fugas de ar em sistemas de ar comprimido, mesmo nos ambientes mais ruidosos. Num só dia, pode examinar todo o sistema para identificar todas as fugas. Mas então, e depois?

Verificar as linhas de ar comprimido com a Fluke ii900

Só porque encontrou as fugas que estão a abrandar o desempenho das suas ferramentas pneumáticas não significa que resolveu o problema. Talvez não tenha os recursos disponíveis para reparar todas essas fugas.

É por isso que a câmara acústica industrial Fluke ii900 inclui software potente que não só o ajuda a identificar onde essas fugas se encontram no sistema, como também permite anotações no ecrã, a quantificação de fugas (quão grande é essa fuga?) e a realização simples de relatórios.

  • A identificação de recursos permite que terceiros saibam onde a fuga foi detetada
  • A anotação no ecrã fornece contexto e considerações adicionais para terceiros
  • A quantificação de fugas identifica o tamanho da fuga para o ajudar a identificar as fugas que devem ter prioridade
  • Os relatórios podem incluir a imagem da fuga, identificação de recursos, anotações, tamanho da fuga e muito mais, por exemplo, o custo da fuga caso não a repare. Todas estas informações estão agrupadas num relatório profissional para partilhar com terceiros, como as equipas de reparação.

Onde encontrar fugas: uma lista de verificação

Analise todos os pontos de ligação e ao longo de todo o sistema. As fugas podem ser provenientes de qualquer orifício, folga ou ligação defeituosa. Encontre e repare as fugas para melhorar o desempenho de ferramentas pneumáticas.

  • Acoplamentos
  • Conetores
  • Filtros
  • Mangueiras
  • Lubrificadores
  • Bocais
  • Junções em T
  • Reguladores
  • Tubos
  • Válvulas