Português

Agilizar a deteção de fugas de ar

Mesmo as fugas de ar mais pequenas podem originar desperdícios de produtos e de energia, assim como perdas de tempo de produção, especialmente numa linha de produção que necessita de ar comprimido para colocar as suas ferramentas e processos em funcionamento.

Se não existir pressão de ar comprimido suficiente para o equipamento funcionar nos níveis ideais, os resultados serão dispendiosos. Quanto mais fugas existirem no sistema, mais o compressor tem de trabalhar para fornecer o ar necessário ao equipamento, o que não é ideal para o compressor. Este aumento da exigência eleva o risco de uma quantidade inadequada de ar comprimido para as ferramentas e equipamento de processos.

As fugas de ar comprimido também aumentam os custos de energia. De acordo com o U.S. Department of Energy (Departamento de Energia dos EUA), uma única fuga de 1/8" (3 mm) numa linha de ar comprimido pode custar mais de 2500 USD por ano.

Câmara acústica industrial Fluke ii900 utilizada numa fábrica de produção de equipamento pesado

Um parceiro na deteção de fugas de ar

Como é que se mantém a par do controlo de fugas de ar com tantas outras prioridades em mente? Esta é a questão à qual um líder no fabrico de equipamento pesado respondeu recentemente enquanto descobria um novo parceiro na deteção de fugas de ar.

Este fabricante utiliza diariamente entre 1800 e 2600 CFM de ar comprimido. Este volume de ar comprimido executa até 200 ferramentas de torque por linha e equipamento de processos responsáveis por movimentar enormes folhas de aço de meia polegada e por posicionar peças. Se uma única linha tiver uma fuga, pode afetar a produção e aumentar o desperdício de energia. E isto é apenas uma fuga...

Quando a Fluke disponibilizou a esta empresa uma oportunidade para testar a nova câmara acústica industrial Fluke ii900, esta aceitou imediatamente. O conjunto de pequenos microfones altamente sensíveis da ii900 deteta sons dentro das gamas de frequência de audição humana e ultrassónica, e ainda permite ao utilizador visualizar o som.

"Ser capaz de visualizar a localização do problema confere uma nova dimensão", afirma o gestor de manutenção da empresa. "Podemos identificar quais as roscas, os encaixes ou tubos afetados. Podermos localizar onde é a fuga na imagem é realmente entusiasmante."

A ii900 pode examinar visualmente áreas grandes a até 50 metros (164 pés) de distância, agilizando a deteção de fugas nas instalações e reduzindo significativamente o número de horas anteriormente passadas nessa tarefa.

"Em alguns dias conseguimos localizar e reparar 30 a 40 fugas em apenas um par de horas”, afirmou o gestor. "Além disso, podemos utilizar a ii900 durante o horário de produção, quando está muito ruído aqui e ainda assim conseguimos descobrir fugas nas vigas a uma distância de 6 a 9 metros (20 ou 30 pés)."

Procurar fugas sem afetar a produção é uma grande vantagem para o fabricante. "Nunca tínhamos pensado em testar a existência de fugas de ar durante o funcionamento porque não podíamos fechar os corredores e retirar as pessoas da área para ir procurar uma potencial fuga", afirma o gestor. "Podemos agora ficar de lado e verificar as condutas de ar suspensas, enquanto os carros e as pessoas se movimentam cá em baixo. Não afetamos o seu trabalho, o que é melhor para todos."

Recursos relacionados